11 abril 2010

MORREU O ERNESTO !

No dia 10 de Abril faleceu o Ernesto Silva.

O Ernesto, como carinhosamente o tratávamos, era natural do Porto, onde nasceu em 04.01.1944 e era filho de simples trabalhadores.

O Ernesto foi trabalhador da TAP, da qual estava reformado, e era dirigente do SITAVA, tendo sido coordenador da respectiva Delegação Regional do Porto. Foi também dirigente da CGTP-IN, do Conselho Nacional, da Comissão Executiva e do Secretariado, bem como da Comissão Executiva da União dos Sindicatos do Distrito do Porto.

O Ernesto foi, desde a primeira hora, militante da Corrente Sindical Socialista, quando, em meados dos anos noventa do século passado, se procedeu à sua reestruturação e relançamento.

Enquanto militante da CSS / CGTP-IN foi membro do seu Secretariado Nacional durante vários mandatos, de onde saiu, a seu pedido, no penúltimo Congresso.

O Ernesto era um militante activo do Partido Socialista, particularmente, com participação permanente na vida quotidiana partidária do Porto.

O seu interesse multifacetado pelo exercício da cidadania, levava-o a ter uma forte intervenção no âmbito autárquico, quer ao nível da sua Junta de Freguesia, quer na Assembleia Municipal do Porto, bem como a um empenhamento absoluto no MIC – Movimento de Intervenção e Cidadania, de cuja Comissão Coordenadora fazia parte.

Quem privou com o Ernesto recordá-lo-á sempre como um Homem fraterno, que assumia convictamente as suas opiniões e que não receava “separar águas” com quem discordava, fazendo-o, porém, sempre de forma cordata e sem criar inimizades pessoais desnecessárias.

O ERNESTO MORREU!

Morreu quem sempre defendeu os interesses da classe trabalhadora, a CGTP-IN e um Sindicalismo Reivindicativo, de Unidade, Autónomo e Democrático, o Socialismo Democrático como expressão ideológica dos Direitos Humanos e da Justiça Social e a Fraternidade como linha de rumo da sua vida pessoal.

Um Homem deixou o nosso convívio – perdemos um excelente Amigo e deixou-nos um grande Camarada!

A Corrente Sindical Socialista da CGTP-IN transmite à sua viúva e aos seus filhos e netos os seus mais sentidos pêsames e ao SITAVA, ao Partido Socialista e ao MIC as suas sinceras condolências pelo falecimento do seu militante e dirigente.

A todos, a Corrente garante que o seu exemplo de cidadão livre, interveniente, empenhado, generoso e responsável, continuará bem vivo no nosso seio!

ATÉ SEMPRE ERNESTO !

Lisboa, 10 de Abril de 2010

A CSS / CGTP-IN

2 comentários:

Armando de Lacerda disse...

È com grande tristeza que acabo de ler a notícia do falecimento do Ernesto com quem tive o prazer de conviver e apreciar a sua forte estrutura moral.
Num ponto discordávamos a respeito dos movimentos de libertação angolana pois tínhamos opiniões diferentes sobre o mesmo o que não impedia que cada um de nós respeitasse a opinião do outro.
O movimento sindical bem precisa de elementos como o Ernesto sempre foi.
A pouco e pouco vão desaparecendo todos com quem privei e que deixaram em mim uma recordação de integridade.
Até sempre Ernesto!

J/cV disse...

Nunca diremos tudo sobre o Ernesto... O Ernesto foi um amigo, um servidor, um camarada de todos os momentos .Agora descansa e fica em nós para sempre a sua referência.Obrigado ERNESTO .

José Da Costa Velho